A Universidade Federal do Paraná foi a primeira instituição de ensino superior do país a abrigar
um curso de Engenharia Florestal. A história do curso começou em Viçosa, Minas Gerais no
ano de 1960, quando posteriormente foi transferida para Curitiba. A Engenharia Florestal da
UFPR é baseada no tripé da universidade centrada em ensino, pesquisa e extensão e tem cinco
subáreas que norteiam a formação dos acadêmicos que são: silvicultura, manejo florestal,
economia florestal, tecnologia da madeira e conservação da natureza.

Formar profissionais capazes de proteger o ambiente, planejar, organizar e direcionar o uso
de recursos florestais em benefício da sociedade são alguns dos principais objetivos do curso
hoje, que possui um currículo composto por disciplinas básicas e profissionalizantes, além das
disciplinas optativas que permitem o direcionamento para as áreas de interesse. Além das
aulas teóricas, os estudantes têm a oportunidade de praticar os conhecimentos adquiridos,
utilizando diversos laboratórios e três estações experimentais, onde são desenvolvidas as aulas
práticas e os projetos de pesquisa.

Como é uma profissão com muitas especificações, o estudante tem amplo campo para
estágio. O mercado tende a crescer, devido ao atual momento de grande preocupação com as
questões ambientais. O mercado de trabalho para o engenheiro florestal é amplo e promissor.
Os melhores empregos estão no setor privado, nas médias e grandes indústrias madeireiras,
de papel e celulose, móveis e de carvão vegetal, onde o profissional acompanha desde a coleta
de sementes e produção de mudas, até o produto final e sua comercialização.

Duração: 5 anos.

Turno: manhã e tarde (integral).

Regime: semestral.

Vagas: 40 por semestre.

Local: Campus Botânico.

E-mail: floresta@ufpr.br

 

VOLTAR PARA O ÍNDICE