Farmácia – Curitiba
Sobre o curso Perfil História do curso Vagas Saiba mais Palestra Contato Vestibular Homepage Voltar Cursos relacionados

Sobre o curso

Objetivos:
Objetivo Geral: o objetivo do curso de Farmácia da Universidade Federal do Paraná é formar profissionais farmacêuticos qualificados para atender as demandas e necessidades no mundo do trabalho na área dos fármacos e medicamentos, da assistência farmacêutica, das análises clínicas e toxicológicas, dos cosméticos e dos alimentos, capacitando-os para o trabalho nos diferentes níveis de complexidade do sistema de saúde, por meio de ações de prevenção de doenças, promoção, proteção e recuperação da saúde, bem como em trabalho de pesquisa e desenvolvimento de serviços e de produtos para a saúde.

Objetivos Específicos:

  • Proporcionar às/aos estudantes uma formação teórica qualificada e atualizada por meio de um grande corpo docente com titulação de excelência e especialização em suas áreas de atuação;
  • proporcionar às/aos estudantes uma formação prática qualificada e diversificada que permita o desenvolvimento de habilidades técnicas específicas por meio de aulas práticas efetivas e não meramente demonstrativas, em diferentes laboratórios devidamente equipados;
  • oportunizar às/aos estudantes uma formação prática profissional diversificada e de qualidade mediante inúmeras parcerias estabelecidas com serviços públicos e privados de saúde, empresas e locais de trabalho existentes na grande Curitiba ou fora para a realização de estágios;
  • possibilitar às/aos estudantes uma formação complementar diversificada e de qualidade mediante a participação em inúmeros programas e projetos de ensino, pesquisa e/ou extensão institucionais ou ofertados pelos docentes;
  • estimular nas/nos estudantes a capacidade de análise dos problemas que se apresentam no campo da saúde pública e a proposição de soluções;
  • incentivar o desenvolvimento da autonomia nas/nos estudantes para buscarem o conhecimento e desenvolverem as competências e habilidades necessárias para que possam atuar de maneira ética, crítica e reflexiva na pesquisa, na execução e no desenvolvimento de serviços e produtos a serem adotados na promoção, proteção e recuperação da saúde;
  • instigar nas/nos estudantes a busca continuada de elementos para a sua formação, com respeito aos avanços nas áreas de saúde e tecnologia;
  • fomentar nas/nos estudantes o desenvolvimento do pensamento crítico e da capacidade de propor soluções nos processos de transformações sociais e tecnológicas;
  • promover nas/nos estudantes a formação em atitudes éticas e cidadãs necessárias para a atuação interprofissional e intersetorial bem como o trabalho em equipes.

Características:
A graduação em Farmácia na UFPR é oferecida na modalidade de bacharelado, não havendo habilitações e, portanto, todos os estudantes passam por igual formação. O curso é presencial, integral, diurno, com ingresso de 54 estudantes em cada semestre letivo (com duas entradas anuais a partir de um único vestibular). O tempo mínimo para integralização corresponde a dez semestres letivos ou cinco anos e o tempo máximo é de quinze semestres letivos ou sete anos e meio.

Sua missão é a formação de recursos humanos qualificados, empreendedores, com conhecimento científico e tecnológico, visão crítica, capacitados para exercer com excelência a profissão farmacêutica em toda sua amplitude.

A visão do curso é de ser referência no ensino interdisciplinar de forma indissociável da pesquisa e extensão, bem como de ser reconhecido pela sociedade por sua contribuição na área da saúde nos campos científico, tecnológico e de inovação e pela qualificação dos profissionais que forma.

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES GERAIS E ESPECÍFICAS

As habilidades gerais são estruturadas nos eixos de Cuidado em Saúde, Tecnologia e Inovação em Saúde e Gestão em Saúde, especificados a seguir:

  • Cuidado em Saúde: compreende o desenvolvimento de competências para identificar e analisar as necessidades de saúde do indivíduo, da família e da comunidade, bem como planejar, acompanhar e executar ações em saúde que envolvam o acolhimento dos indivíduos, avaliação e manejo da farmacoterapia, solicitação, realização e interpretação de exames, planejamento, coordenação e realização de diagnóstico situacional de saúde, prescrição de terapias farmacológicas e não farmacológicas, educação em saúde, orientação sobre o uso seguro e racional de alimentos, fitoterápicos, execução de práticas integrativas e complementares, entre outras ações.
  • Tecnologia e Inovação em Saúde: compreende o conjunto organizado de todos os conhecimentos científicos empregados na pesquisa, desenvolvimento, produção, qualidade, provisão de bens e serviços. Inclui ainda as ações de inovação em saúde, as quais dizem respeito à solução de problemas tecnológicos, envolvendo a introdução ou melhoria de processos, produtos, estratégias ou serviços, tendo repercussão positiva na saúde individual e coletiva.
  • Gestão em Saúde: compreende o processo técnico, político e social, capaz de integrar recursos e ações para a produção de resultados. Requer competências nos campos das políticas públicas de saúde, além de elaboração, implementação, acompanhamento, avaliação do plano de intervenção, processos e projetos de gestão em saúde, além da promoção e desenvolvimento de pessoas e de equipes envolvidas nos serviços de saúde.

O que você irá encontrar?
A estrutura geral, a partir de 2021, deverá ser assim distribuída:

  • Disciplinas obrigatórias: 3300h
  • Estágios obrigatórios: 900h
  • Atividades formativas: 100h
  • Disciplinas optativas: 150h
  • Extensão: 90h
  • Total: 4540h

Visando a melhoria no aprendizado, a estrutura de disciplinas obrigatórias está organizada de forma a que os conteúdos estejam nucleados por proximidade, favorecendo a complementação de conhecimentos dentro de um mesmo período ou em períodos subsequentes. A distribuição dos núcleos ao longo do curso obedece a construção gradativa do conhecimento e a lógica necessária para a formação do profissional.

1º ao 3º períodos

  • núcleos químico e biológico, que se caracterizam por disciplinas formadoras do conhecimento em:
  • química básica + estrutura e funcionamento do organismo humano;
  • química aplicada às ciências farmacêuticas + fisiopatologia humana;

4º e 5º períodos

  • núcleo das análises clínicas e toxicológicas. Caracteriza-se por disciplinas formadoras do conhecimento em análises laboratoriais para o diagnóstico, monitoramento, prognóstico e rastreamento de processos fisiológicos e patológicos;
  • início do núcleo da farmácia. Caracteriza-se por disciplinas formadoras do conhecimento em: operações e processos de controle e produção de produtos magistrais e oficinais; cuidado em saúde na perspectiva farmacêutica;
  • início do núcleo da saúde coletiva. Caracteriza-se por disciplinas formadoras do conhecimento em epidemiologia, determinação social do processo saúde-doença, organização do sistema de saúde e políticas públicas.
  • início das práticas específicas profissionalizantes.

6º e 7º períodos

  • aprofundamento dos núcleos de farmácia e de saúde coletiva;
  • estágios intermediários e práticas específicas profissionalizantes.

8º e 9º períodos

  • núcleo das tecnologias de produção. Caracteriza-se por disciplinas formadoras do conhecimento em pesquisa e desenvolvimento, operações e processos para a produção e garantia da qualidade de produtos para a saúde em escala industrial.
  • finalização dos núcleos de farmácia e de saúde coletiva.

10º período

  • estágios finais.

A estrutura de estágios possibilita que cada estudante passe obrigatoriamente por todas as quatro áreas profissionalizantes (Análises Clínicas, Farmácia, Indústria, SUS), notadamente nos períodos intermediários do curso, atendendo a formação generalista exigida, e que tenha flexibilidade na escolha da(s) área(s) em que realizará seu estágio final.

Os estágios finais serão realizados preferencialmente no 10º período do curso, podendo ser adiantados desde que cumpridos os pré-requisitos estabelecidos para cada um. De caráter flexível, serão realizados por meio de disciplinas obrigatórias em que a/o estudante poderá compor livremente entre as áreas de estágio.

Perfil

Estudante:
gif em desenho do personagem Patolino caminhando pela calçada com uma lupa, ele anda analisando o chão
A formação em Farmácia permite uma amplitude muito grande de atuação profissional, desde o trabalho em laboratórios, com análise ou desenvolvimento de produtos, até o acompanhamento de pacientes em unidades de saúde ou leitos de hospital, passando por inúmeras possibilidades. Para o desenvolvimento do perfil profissional desejado, é esperado que o estudante apresente algumas características pessoais, como:

  • vocação para o estudo permanente e contínuo: justamente pela amplitude da profissão, é necessário que o estudante se aprofunde em diferentes áreas de conhecimento básicas e profissionais, o que exige grande dedicação aos estudos. Além disso, as Ciências Farmacêuticas são extremamente dinâmicas, com a descoberta ou o desenvolvimento contínuo de novos conhecimentos e tecnologias, sendo necessária constante atualização tanto do estudante quanto do profissional;
  • facilidade para o aprendizado nas Ciências Exatas, notadamente em Química, e nas Ciências Biológicas principalmente voltadas ao ser humano, as quais constituem a base da formação farmacêutica;
  • aptidão para o trabalho prático em laboratórios, o que envolve habilidades manuais, concentração, método e organização;
  • interesse em trabalhar na área da saúde em prol da melhoria de indivíduos e da coletividade;
  • habilidade para comunicação e liderança, considerando que no exercício profissional será necessária a constante interação com pessoas, seja com sua equipe de trabalho (em permanente acompanhamento e orientação), seja com pessoas em geral, pacientes ou clientes, promovendo educação em saúde;
  • disposição para o trabalho em equipe com atitude cooperativa, visto que tanto durante a formação acadêmica quanto no desempenho profissional será necessária a interação com diversos parceiros, em equipes interdisciplinares ou interprofissionais;
  • desenvoltura para a tomada de decisões e correspondente capacidade para selecionar dados e informações necessárias;
  • espírito investigativo, já que a pesquisa é componente permanente da formação e atuação profissional.

Profissional:
gif com a cena do filme matrix, em que o personagem Morpheus abre as mãos e mostra uma pílula azul e outra pílula vermelha
Segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais, “o curso de Graduação em Farmácia tem o Farmacêutico, profissional da área de Saúde, com formação centrada nos fármacos, nos medicamentos e na assistência farmacêutica, e, de forma integrada, com formação em análises clínicas e toxicológicas, em cosméticos e em alimentos, em prol do cuidado à saúde do indivíduo, da família e da comunidade”. Tem a incumbência de habilitar o farmacêutico nas atribuições essenciais e abranger todos os níveis de atenção à saúde, para a prevenção, promoção, proteção e recuperação da saúde humana. Deve capacitar a/o estudante a desenvolver atividades associadas ao fármaco e ao medicamento; às análises clínicas e toxicológicas e ao controle, produção e análise de alimentos.

Em relação às normativas nacionais sobre a profissão farmacêutica a serem consideradas na estruturação curricular, de acordo com a Resolução do Conselho Federal do Paraná (CFF) 572/2013, as especialidades farmacêuticas são agrupadas em dez linhas de atuação: 1) alimentos; 2) análises clínico-laboratoriais; 3) educação; 4) farmácia; 5) farmácia hospitalar e clínica; 6) farmácia industrial; 7) gestão; 8) práticas integrativas e complementares; 9) saúde pública; 10) toxicologia. Hoje, para efeito de registro de certificados e títulos na carteira profissional, estão previstas 135 especialidades, sendo que quatro delas foram publicadas após a edição dessa resolução.

Segundo o documento “Perfil do Farmacêutico no Brasil”, relatório publicado pelo CFF em 2015, no item 4.1.3 – Características do exercício profissional, as áreas de atuação dos farmacêuticos com maior porcentagem são as apresentadas abaixo:

  • Farmácia / Drogaria de Rede 27%
  • Farmácia / Drogaria Independente* 25,2%
  • Farmácia Magistral 6%
  • Farmácia Hospitalar 12%
  • Farmácia Pública 10,9%
  • Distribuidora de medicamentos 3,5%
  • Laboratório de Análises Clínicas 8,8%
  • Indústria Farmacêutica 3,2%
  • Docência em nível médio 1,4%
  • Docência em nível superior 5%
  • Vigilância Sanitária 1,9%
  • Gestão Pública 5,6%
  • Gestão Privada 1,3%
  • Estudante de mestrado / doutorado 3,1%
  • Outras 10,8%

*não pertencente a redes de farmácias.

História do curso

As aulas da primeira turma do Curso de Farmácia da Universidade Federal do Paraná (UFPR) tiveram início em 24 de março de 1913, após a fundação da Universidade em 19 de dezembro de 1912. Aquela primeira turma foi a única a concluir o curso em dois anos, sendo que a partir de então eram necessários três anos de estudos. Em 1937 foi aprovado novo regulamento, definindo o tempo de quatro anos para a conclusão do curso.

De lá para cá o curso passou por diversas reformas curriculares, motivadas nos últimos 60 anos principalmente pelas Leis de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (1961, 1971 e 1996) e, em consequência, pelos Currículos Mínimos para o Curso de Farmácia (1962 e 1969) e mais recentemente, pelas Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Farmácia (2002 e 2017).

Por força das regulamentações nacionais, até a reformulação de 1992 nosso curso era estruturado em habilitações, em que todas/todos as/os estudantes eram obrigadas/obrigados a cursar no mínimo a habilitação em Farmácia (diploma de Farmacêutico), sendo opcional cursar as habilitações em Bioquímica (diploma de Farmacêutico Bioquímico), em Indústria (diploma de Farmacêutico Industrial), ou cursar todas (diploma de Farmacêutico Bioquímico e Industrial). As/Os últimas/últimos estudantes a receber essa formação foram as/os ingressantes em 2003, que tinham como tempo mínimo de curso três anos para a habilitação em Farmácia, mais um ano e meio para cada habilitação em Bioquímica ou Indústria e seis anos caso optasse por cursar todas as habilitações, num total de 4725 horas. Com as DNCF de 2002 (Res. CNE/CES 2/2002), a formação passou a ser denominada “generalista”, não existindo mais as habilitações opcionais, sendo obrigatório cursar todas as áreas, num tempo mínimo de cinco anos. O diploma conferido é o de Farmacêutico. Atendendo tais DCNF, na UFPR foi implementada nova reformulação curricular em 2004 tendo o curso sido estruturado para um total de 5496 horas.

Em 2017 foram aprovadas as novas DCNF (Res. CNE/CES 6/2017) em que a formação continuou sendo generalista, com tempo mínimo de cinco anos. Foram introduzidas inovações como carga horária referencial de 4.000 horas, três eixos de formação e respectivas cargas horárias, percentuais diferenciados de cargas horárias para os estágios e não obrigatoriedade de trabalho de conclusão de curso.

Atendendo as novas DCNF, nosso curso aprovou em 2020 a nova reformulação curricular que deverá ser implementada a partir de 2021, sendo oferecida uma formação mais dinâmica e atual, ao longo de cinco anos, devendo ser cumpridas 4540 horas totais.

Vagas

Saiba mais

Selo “Aqui Tem”: este curso possui Programa de Educação Tutorial (PET), Programa Institucional de Monitoria e Programa de Voluntariado Acadêmico (PVA).

Entre as inúmeras possibilidades de formação complementar, o curso de Farmácia da UFPR possui os seguintes grupos: PET-Farmácia (Programa de Educação Tutorial), PET-Saúde (Programa de Educação pelo Trabalho) e Empresa Júnior (Polimerase Júnior).

Palestra

Contato

Telefone:

41 3360 4099

41 3360-4049


E-mail:

cursofarmacia@ufpr.br

cursodefarmacia.ufpr@gmail.com


Site:

http://www.saude.ufpr.br/portal/farmacia/


Local*:

Campus Botânico da UFPR

Av. Pref. Lothário Meissner, 632

Jardim Botânico, Curitiba, Paraná.
*As aulas ocorrem no Campus Centro Politécnico, no Campus Jardim Botânico, no Campus Reitoria (Farmácia Escola) e no Complexo Hospital de Clínicas (Farmácia Hospitalar e Laboratório de Análises Clínicas).

Vestibular

Homepage

Voltar

Cursos relacionados

Estes são alguns cursos da UFPR relacionados à Farmácia!

Biomedicina – Curitiba

Engenharia Química – Curitiba

Química – Curitiba

*Dados fornecidos pela Coordenação do Curso e pela Pró-reitoria de Graduação (Prograd), sujeitos a alteração sem aviso prévio. Para fins legais, e para qualquer divergência de informação, vale o que está disposto nos editais oficiais do Processo Seletivo 2020/2021 publicados pelo Núcleo de Concursos.

Escolheu seu curso?! Então baixe seu certificado e compartilhe no Instagram e no Facebook!

Compartilhe esta página nas redes sociais!
Universidade Federal do Paraná
UFPR: Cursos e Profissões

Rua XV de Novembro, 1299 - Centro
80.060-000 | Curitiba | PR
+55(41) 3360-5000
Redes Sociais - Feira de Cursos e Profissões
Universidade Federal do Paraná
UFPR: Cursos e Profissões

Rua XV de Novembro, 1299 - Centro
80.060-000 | Curitiba | PR
+55(41) 3360-5000

Feira de Cursos e Profissões nas Redes Sociais