Psicologia – Curitiba
Sobre o curso Perfil História do curso Vagas Saiba mais Palestra Contato Vestibular Homepage Voltar Cursos relacionados

Sobre o curso

Objetivos:
O curso visa formar profissionais generalistas, enfatizando quatro modelos teóricos e três áreas de atuação, ainda que apresente um panorama amplo da diversidade da ciência psicológica.

Características:
O curso tem três ênfases, devendo o estudante, necessariamente, optar por concentrar seus estágios profissionalizantes (o final do curso) em duas delas:

  • Psicologia e processos educativos;
  • Psicologia e processos de prevenção e promoção da saúde;
  • Psicologia e processos de trabalho e de gestão.

O que se estuda durante o curso?

  • Ciências humanas gerais (Filosofia, Antropologia);
  • Genética e Evolução;
  • Estatística.

Modelos teóricos em Psicologia estudados em profundidade durante o curso:

  • Análise do Comportamento;
  • Fenomenologia;
  • Psicanálise;
  • Psicologia Histórico Cultural.

O que você irá encontrar?
Nos dois primeiros anos, as(os) estudantes irão conhecer as áreas básicas que dão suporte à Psicologia enquanto ciência, estudando ciências humanas gerais (Filosofia, Antropologia), biológicas (Neuroanatomia e Neurofisiologia) e exatas (Estatística), além de conhecer quatro modelos teóricos usados na área (Análise do Comportamento, Fenomenologia, Psicanálise e Psicologia Histórico-cultural). No terceiro e quarto anos, as(os) estudantes continuam seus estudos de forma mais aprofundada, tanto nos modelos teóricos da área como em áreas paralelas (por exemplo, genética e psicofarmacologia), enquanto têm as primeiras experiências aplicadas, em estágios de observação, avaliação e diagnóstico em diferentes áreas (Educação, Saúde e Trabalho).

Por fim, o último ano enfatiza a carga horária nos estágios profissionalizantes, em duas das três áreas de atuação oferecidas no curso. Ao mesmo tempo, as(os) estudantes são convidadas(os) desde o início do curso a se envolverem em atividades de pesquisa científica e extensão, ajudando a criar conhecimentos e aplicá-los em diferentes contextos profissionais.

Perfil

Estudante:

gif de um homem dando um abraço repentino em uma mulher

Num contexto técnico-científico, a Psicologia é tradicionalmente classificada dentro das Ciências Humanas. Contudo, são necessários conhecimentos em Ciências da Saúde em geral e suas áreas de apoio (por exemplo, genética e estatística) para uma formação condizente com a complexidade dessa ciência e profissão.

Desta forma, ainda que existam estereótipos sobre um “perfil típico” na Psicologia, pessoas com interesses intelectuais em Ciências Humanas e da Saúde em geral poderão encontrar um ambiente propício para seu desenvolvimento profissional dentro desse curso. Sendo uma profissão de relações humanas, é desejável haver interesse no contato com pessoas (em qualquer nível de profundidade), e compromisso com a promoção de valores e direitos como saúde, bem-estar, cidadania, qualidade de vida e desenvolvimento integral.

Profissional:

gif dos personagens Lilo e Stich simulando um consultório de psicologia. Lilo é a psicóloga e Stich é o paciente

No Brasil, os cursos de Psicologia oferecem uma formação generalista, como forma de capacitação básica para a diversidade de serviços, contextos de atuação e formas de intervenção dessa ciência junto a quaisquer situações de convivência e relações humanas.

O Brasil é o segundo país no mundo com a maior quantidade de profissionais de Psicologia formados e atuando profissionalmente (por volta de 400 mil pessoas). Contudo, a distribuição desses profissionais é bastante concentrada na Região Sudeste (onde mais da metade desses profissionais atua), de forma que, no estado do Paraná, ainda há uma má distribuição regional desses profissionais.

Em síntese, profissionais de Psicologia trabalham tanto no serviço público, quanto no setor privado e terceiro setor, em contextos que vão desde políticas públicas (Assistência Social, Saúde e Educação, principalmente), Poder Judiciário (em varas especializadas e Defensorias públicas), mas também em empresas, escolas, instituições sociais e quaisquer contextos onde existam relações humanas, na promoção, cuidado e prevenção ao risco em tais contextos.

História do curso

Em abril de 1999, a Comissão de Especialistas instituída pelo MEC para elaboração das Diretrizes Curriculares dos Cursos de Psicologia divulgou uma minuta que acatava algumas das sugestões do Fórum Nacional de Entidades de Psicologia e que vinham de encontro às propostas da UFPR. Procurando superar alguns entraves, utilizou-se a minuta dos especialistas do MEC como base para a reestruturação curricular que fora então implantada em 2000.

Desde a implantação daquele currículo muitos professores do Departamento de Psicologia se aposentaram, sem que houvesse naquela época a possibilidade de contratação de novos professores para suprir todas as vagas. Essa situação dificultou o desenvolvimento de um currículo inovador que previa várias escolhas do aluno, com estágios em três áreas de atuação, várias disciplinas de pesquisa, uma carga horária elevada de optativas, seminários integradores, estágios básicos, que exigiam turmas menores, várias ofertas de disciplinas, acompanhamento de inúmeras práticas de alunos e um intenso trabalho coletivo entre os professores.

Dessa forma, em 2004 foi aprovado um ajuste curricular que teve como objetivo apenas viabilizar o curso então vigente de Psicologia, com o número de professores que nele atuavam. E, assim, o colegiado do curso continuou as discussões para o aperfeiçoamento de seu currículo. Em 2006, a Coordenação do Curso de Psicologia juntamente com o seu Colegiado retomou as avaliações anteriores e iniciou um trabalho de adequação curricular às novas exigências do MEC, o que resultou no currículo implantado em 2009.

De 2009 para cá o currículo do Curso de Psicologia vem sendo sistematicamente acompanhado e avaliado, trabalho esse realizado, inicialmente, por um período de cinco anos, pela Comissão de Avaliação e Acompanhamento da Implantação do Currículo (vide documento em anexo), e de 2014 para cá pela Coordenação do Curso juntamente com seu Núcleo Docente Estruturante. Esse processo de avaliação culminou na mais recente proposta, em vigor desde 2018, que basicamente atendeu à necessidade de reformulações tanto de caráter pedagógico como de natureza legal.

Vagas

Saiba mais

Selo “Aqui Tem”: este curso possui Programa de Educação Tutorial (PET), Programa Institucional de Monitoria e Programa de Voluntariado Acadêmico (PVA).

Conheça o programa Vocação, da UFPR TV, sobre o curso de Psicologia! Acesse: youtube.com/watch?v=CviQhqE6Z_U.

Palestra

Contato

E-mail:

coorpsic@ufpr.br (Coordenação do Curso de Psicologia)

depsi@ufpr.br (Departamento de Psicologia)


Telefone:

(41) 3310-2624 (Coordenação)

(41) 3310 2627 (Departamento)


Site:

http://www.humanas.ufpr.br/portal/psicologia/


Local:

Setor de Ciências Humanas – Departamento de Psicologia (DEPSI-SCH-UFPR)

Praça Santos Andrade, 50, Ala Alfredo Buffren
Centro – Curitiba/PR

Vestibular

Homepage

Voltar

Cursos relacionados

Estes são alguns cursos da UFPR relacionados à Psicologia!

Filosofia – Curitiba

Serviço Social – Matinhos

Terapia Ocupacional – Curitiba

*Dados fornecidos pela Coordenação do Curso e pela Pró-reitoria de Graduação (Prograd), sujeitos a alteração sem aviso prévio. Para fins legais, e para qualquer divergência de informação, vale o que está disposto nos editais oficiais do Processo Seletivo 2020/2021 publicados pelo Núcleo de Concursos.

Escolheu seu curso?! Então baixe seu certificado e compartilhe no Instagram e no Facebook!

Compartilhe esta página nas redes sociais!
Universidade Federal do Paraná
UFPR: Cursos e Profissões

Rua XV de Novembro, 1299 - Centro
80.060-000 | Curitiba | PR
+55(41) 3360-5000
Redes Sociais - Feira de Cursos e Profissões
Universidade Federal do Paraná
UFPR: Cursos e Profissões

Rua XV de Novembro, 1299 - Centro
80.060-000 | Curitiba | PR
+55(41) 3360-5000

Feira de Cursos e Profissões nas Redes Sociais